orquídea, eu te amo pra sempre…

A tempos existe esta relação entre as orquídeas e o amor!

E tem coisa mais romântica do que receber flor em qualquer momento da vida?

A orquídea cumpre bem este papel de mensageira do amor, com suas flores tão lindas de tirar o fôlego, regadas pelas cores variadas que as estações do ano lhe permite mostrar-nos!

Poético? SIM…

Ela é tudo que pode querer ser, afinal a orquídea representa, amor, desejo, perfeição, pureza espiritual, força, luxo, beleza, e outras coisas boas dependendo da cor que suas flores têm.

Seu formato atraente e sedutor, aparência exuberante e natureza completamente delicada, remetem ao “presentear”.

Sua palheta de cores e nuances surpreendentes são expressões do generoso amor da natureza por nós, reles mortais.

Mas fica sempre a frustração de após sermos presenteados por sua floração magnífica, estas durarem um curto período de tempo…

E pior é a ansiedade de saber se ela de novo nos agraciará com sua beleza…

Então vem a pergunta:
“como cuidar da orquídea para que ela sobreviva à primeira floração e de novo venha a embelezar nossos cantos verdes?”

.

Pensando nisto e poesia à parte, separei 10 dicas gerais para você ser mais feliz com sua orquídea…

Lembrando que ela possui uma família muito grande e existem várias espécies e diversas formas de manutenção e rega!

 

VAMOS LÁ... aprender a cuidar destas meninas!

1. Em primeiro lugar, se foi presente e está cheio de celofane, papéis, cartão, fitas… curtir mas depois arrancar tudooo…

 

2. Manter a orquídea no vaso pequeno que ganhamos ou compramos, pois ela demora para se adaptar novamente. Para o caso de troca de vaso, mensurá-lo considerando no máximo dois dedos de substrato em volta do torrão.

 

3. Se ela estiver em vaso de plástico, cuidado para que não ocorra excesso de água, e se em vaso cerâmico, por ter uma drenagem maior, cuidado com a falta.

Trocar somente por vaso maior se as raízes estiverem saindo pelas bordas e não se esqueça, replantou, imediatamente regou!

 

4. Ela não gosta de Sol pleno, porém ama iluminação natural e ambientes úmidos, então prestar atenção às folhas que devem estar sempre em tom verde escuro… este é o ideal de saúde da planta.

Ela pode durar a vida toda, é perene… porém cuidar direitinho!

 

5. Não existe uma medida certa para rega, em torno de 1 vez pode semana, mas em tempo muito quente e seco, regar 1 a 2 vezes por semana.

Evitar regar as flores e o miolinho entre as folhas (após regar as folhas, enxugar este miolo que parece um olhinho).

 

6. Fazer drenagem no vaso de plástico, tipo brita, argila expandida, evitando o apodrecimento da raiz com o excesso de água.

 

7. Não jogar no lixo a orquídea quando perder as flores… por favooooor… ela ainda estará viva!

 

8. Sobre substrato, material que vamos plantar a muda da orquídea, as opções são: casca de Pinus, o Esfagno (musgo) e o mais comum, a Fibra de Côco. E colocar terra nem pensar…

 

9. Não colocar pratinho de vaso com água embaixo pois a vida desta menina está nas raízes… aí, afogou a raiz com a água acumulada no prato, matou a orquídea.

 

10. Algumas espécies adoram ficar no tronco de árvores, e as raízes o abraçam e se sentem à vontade. E lembre-se que ela não é parasita e não vai matar a sua árvore!

 .

 

Dica de leoa

Unicamente para a espécie Phalaenopsis, usar como estimulante e nunca como adubo orgânico, um pouquinho de canela em pó e regar por cima de tempos em tempos (a cada 2/3 meses) …

Dá um resultado incrível de desenvolvimento, fortalecimento das raízes, evita formigas e afasta mosquitos! INCRÍVEL!!!

Boa sorte!

.

.

.

E quer fazer uma Composteira caseira? Clica abaixo!

Minhoca, ecaaa! Eca nada, 5 motivos para você fazer um minhocário com as crianças!

 

Comentários

Comentários

4 Replies to “orquídea, eu te amo pra sempre…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *