você tem certeza que sabe ser mãe de menino ou precisa rever os 6 conceitos?

img_1006

Nestes últimos dias, passei por um dilema com meu filho que me fez refletir ser mãe de menino..

Eu sempre adorei cabelo comprido em menino principalmente os cacheados e por ironia do destino, o Daniel tem cabelos cacheados… ótimo, comecei a deixar a jubinha do filhote leão crescer.

Mas a reação da maioria das pessoas foi taxativa, principalmente dos homens, e eram unânimes os comentários:

“Quando você irá cortar o cabelo do moleque? Está parecendo uma menina… Já dá para fazer chuquinha com lacinho… Mas por que está deixando o cabelo dele crescer?”

E tudo isto me intrigou!

Não que eu ficasse com raiva ou indignada com as observações, mas notar como uma simples opção de visual poderia direcionar as pessoas, homens e mulheres, para a mesma opinião:

“HOMENS PRECISAM TER CABELOS CURTOS!”

Enfim, acabei me rendendo ao bullying sofrido rsrsrs, e parti com o papai leão para o corte da tal cabeleira exuberante do leãozinho.

Ao assistir ao documentário fantástico “The Mask You Live In” (A Máscara em que você vive) https://www.youtube.com/watch?v=hc45-ptHMxo, percebi algo.

Realmente fomos doutrinados a pensar como uma sociedade que pende para a hipermasculinidade e hiperfeminilidade, como eles mencionam no filme.

E fiquei impressionada com os conceitos, que ditam as regras do “educar um menino” e que de repente sem pensar, eu poderia me pegar fazendo.

Será que ser mãe de menino ou de uma menina tem diferença na educação?

Pensando em conceitos, posso citar 6 que podemos avaliar com mais atenção:

  1. Homem não chora, homem não demonstra seus sentimentos!

Mas homem chora sim, minha gente… e muito.

Qualquer ser humano dotado de sentimentos chora. Até papai leão com toda sua braveza, enche os olhos de lágrimas ao ler um simples poeminha de dia dos pais…

E não há problema nisto, continua sendo o papai leão.

“Sim Dani, você pode chorar para externar seus sentimentos e você continuará sendo o filhote da mamãe…”

  1. Ser filhinha de papai e mamãe é ser querida, meiga e pode, mas ser filhinho de papai e mamãe pode?

Ahhh não, fulano é filhinho de papai, é fraco, é mimado, é fútil, é dependente… Qual a diferença?

Um menino ser amado e mimado pelos pais não desqualifica este indivíduo, muito pelo contrário, o leva a se tornar um ser humano mais afetuoso em suas relações.

  1. Seja homem… resolva como um homem!

Uma das afirmações mais comuns: seja homem… seja corajoso, seja valente, forte, não demonstre seus sentimentos e reaja com firmeza ou violência, revide sempre.

Meu Deus, ser homem é muito além disto, aliás… não é nada disto!

  1. O homem é o provedor da casa!

A mulher pode passar por crises financeiras que é julgada em um momento ruim profissional.

O homem que não consegue emprego em algum momento da vida, é visto como incompetente ou fraco em suas decisões.

E onde fica a pressão psicológica para que este menino precise se tornar um grande empresário a qualquer preço?

  1. Isso é coisa de menina!

Mundo de menina e mundo de menino tem diferença?

Quem disse que meninas precisam se entupir de coisas rosas e lilás e laços na cabeça e meninos de coisas azuis e camisetas de super heróis?

Ou menina ter cabelo comprido e menino cabelo curto?

Ou menina brincando de casinha e menino brincando de luta? Se eles curtirem sim, ok, mas se não gostarem, nãoooooooooooo, por favor…

  1. Não se deixe desrespeitar, você é um homem…

Quando o único sentido desta frase deveria ser de não se deixar se desrespeitar pela perda dos próprios valores, independente de ser homem ou mulher…

Mas estes são alguns conceitos de uma sociedade onde sentimentos relacionados ao feminino como amor, compaixão, delicadeza e carinho não são admitidos no mundo masculino.

Que tipo de meninos estamos criando através desta educação machista tão enraizada em nossos conceitos?

Acredito que ainda ter um diálogo aberto com nossos filhos e mostrar a eles atitudes como exemplo, os faz ter liberdade para serem o que quiserem, sem os conceitos ditos de masculinidade.

Isto os dá força e discernimento para transformar o mundo em um lugar melhor, em que homens e mulheres não se tornarão pessoas frustradas, pois assumirão seus sentimentos e terão vontades próprias.

E está aí a nossa responsabilidade enquanto mães de meninos!!!

Uma sociedade harmoniosa para nós mulheres não acontecerá enquanto nossos meninos não ser tornarem homens saudáveis para viverem nela.

 

E então, curtiu este Post? Que tal ler:

decoração – quarto de menino precisa ser azul?

 

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *